Peixes ficam com medo ao sentir cheiro de açúcar exalado por ferida

26/02/2012 09:10

Composição da substância que causa pavor nos peixes não era conhecida. Açúcar é percebido por neurônios especiais, que formam sistema de alerta.

Cardumes fogem quando sentem cheiro de açúcar exalado por um peixe ferido. (Foto: Flickr / Matt Kieffer)
Cardumes fogem quando sentem cheiro de açúcar exalado por peixe ferido. (Foto: Flickr / Matt Kieffer)

Um açúcar presente nas escamas dos peixes é liberado quando ocorre um ferimento. Ao sentir o cheiro da substância, o cardume sente medo e foge. A descoberta foi feita por um estudo da Universidade de Singapura, publicado na quinta-feira (23) no jornal científico "Current Biology".

Até então, não se sabia qual era a composição da substância que provocava medo nos peixes, chamada genericamente de "coisa assustadora". De acordo com o estudo, este açúcar é reconhecido por um tipo especializado de neurônios dos peixes, o que poderia indicar a existência um sistema de alerta que provoca medo em situações de perigo.

Os pesquisadores acreditam que pode ter ocorrido uma seleção natural de peixes capazes de sentir o cheiro do açúcar. Os que não conseguiam identificar a substância liberada pelo ferimento teriam menos chances de sobreviver.

Agora, os cientistas querem pesquisar se diferentes espécies de peixe liberam variedades diferentes de açúcares. Eles acreditam que a substância pode ter "sabores" diferentes, de acordo com o tipo de peixe, e querem verificar quais são os cheiros que cada espécie é capaz de sentir.

Segundo a equipe responsável pela pesquisa, as descobertas mostram que os peixes podem ajudar a investigar quais são as bases neurais do medo inato.

 

 

Fonte: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2012/02/peixes-ficam-com-medo-ao-sentir-cheiro-de-acucar-exalado-por-ferida.html